RABISCOS POÉTICOS

AMAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA PORÉM, ESQUECER É DIFÍCIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO.

Textos


VICTOR E CAROL - CASTELO DOS MOUROS - SINTRA- PORTUGAL - N* 05

Nessas férias de trabalho e lazer em Lisboa dos meus netos VICTOR (25 anos) e CAROL (22anos)  estão conhecendo lugares maravilhosos que contam muitas histórias...

Assim, eles vão conhecendo as Sete Maravilhas de Portugal próximas a Lisboa.

E, eu os sigo, pesquisando esses lugares e dando a minha visão, historiando sobre cada pedacinho desse Portugal desconhecido por muitos de nós...

CASTELO DOS MOUROS:

*O Castelo dos Mouros é um castelo em ruínas compreendido entre as florestas exuberantes de Sintra e é uma atração turística popular da terra. O castelo dos Mouros foi construído durante o século IX pelos Mouros do norte africanos de modo a guardar a cidade de Sintra, mas foi abandonado depois da conquista cristã em Portugal.


As origens do Castelo datam do século VIII e da invasão a Portugal pelos Mouros Muçulmanos do norte da África. O Castelo foi construído pois fornecia um ponto vantajoso sobre o Rio Tejo e oferecia proteção para cidade de Sintra. Crônicas Árabes caraterizaram a região de Sintra como muito rica em campos de cultivo e o Castelo dos Mouros foi um dos castelos mais importante nesta região,  ainda mais que o Castelo de Lisboa.

Uma cruzada Cristã inicial, liderada pelo Rei Afonso VI de Castela, conseguiu capturar o Castelo em 1093 mas o pequeno exército foi expulso no anos seguintes. O castelo prosperou entre a primeira e segunda cruzada Cristã, tendo as muralhas do Castelo dos Mouros sido melhoradas, mas tal nao chegou para deter a segunda cruzada bem mais forte de 1147. Este exército de cruzadas eram compostos de alguns bêbados e ladrões, que depois de libertar Lisboa dos Mouros, saquearam a capital. Os primeiros Reis portugueses fortaleceram o Castelo dos Mouros é as suas defesas, mas a corte real favoreceu Lisboa.

A importância do Castelo dos Mouros, em SINTRA, reduziu ao longo dos séculos até o século XV os seus únicos habitantes eram colonos judeus.

Quando os judeus foram expulsos de Portugal a meio do século XV o castelo ficou completamente abandonado. Em 1636 um relâmpago causou  um fogo massivo que destruiu a Torre Central, enquanto em 1755 um devastador tremor desmoronou as paredes e muralhas.

O Castelo era tão insignificante naquela era que nem  foram considerados planos para sua reconstrução depois do tremor. O Castelo dos Mouros estava destinado a ser esquecido até que o Rei Fernando II decidiu transformar toda região de Sintra. Fernando II foi obcecado por arte, drama e boa vida.  - era um apaixonado pela Idade Média e ordenou a construção do Castelo.

Aproveitem bastante meus amados netos esse passeio e as histórias desse velho mundo...*


CORUJA, EU? IMAGINEM!rsss





*Pesquisa Google





 
SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 15/02/2018
Alterado em 15/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras