RABISCOS POÉTICOS

AMAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA PORÉM, ESQUECER É DIFÍCIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO.

Textos


PARALELAS


Caminhos sobre pontes e rios...
No silencio profundo, segreda
O ponto cego arremata os fios
A tecer em linhas de pura seda


Faz noite alta, bosque sombrio
Na clareira a subir a labareda
Caminhos sobre pontes e rios...
No silencio profundo, segreda


A escuridão trás da coruja o pio
Escura noite todo som arremeda
O vento forte a assoprar, arrepio
Abrem-se trilhas entre as veredas
Caminhos sobre pontes e rios...




 
 

              

 
 Ponte que nos liga ao outro lado do rio,
é caminho feito de ferro e cimento,
sem ela, até em sonho sinto arrepio,
nem vou pensar nesse maldito momento!

Poeta Antonio Galdino

(Grata, pela sua carinhosa interação, Galdino!)



POSTURA E FRANQUEZA

Eu sendo adepto aos contornos da natureza,
Minhas paragens se moldam a bom conforto,
E não estranho quando topo as asperezas,
Nas incertezas que predominam o meu corpo.

A retidão nos cobra postura e franqueza,
Falta espaço para viver-se no pré suposto,
Sendo adepto dos contornos da natureza,
Minhas paragens se moldam a bom conforto.


O ser humano vive em grupos fora centelhas,
Vem das cavernas hoje faz as sobrancelhas,
Ah uma tendência a aprimorar suas destrezas,
Mas também no rude pode imperar a sutileza,
Eu sendo adepto dos contornos da natureza.

Poeta Miguel Jacó

(Grata, pela sua carinhosa interação, Miguel!)

SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 10/04/2015
Alterado em 21/11/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras