RABISCOS POÉTICOS

AMAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA PORÉM, ESQUECER É DIFÍCIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO.

Textos


PALHAÇO SOLITÁRIO

Na irreverência do solitário palhaço
Que se pinta para esconder a tristeza
Ao enganar seu pobre coração de aço
A triste fantasia que não trás clareza


Solitário em uníssono fora no espaço
O alarido sem sentido cria estranheza
Na irreverência do solitário palhaço
Que se pinta para esconder a tristeza


Triste solidão que não refaz o cansaço
No anti- horário situou-se a incerteza
Ao ouvir o seu nome sentisse firmeza
Engano cruel que se desfez no abraço
Na irreverência do solitário palhaço


(Inspirado no poema SOLITÁRIA CELEUMA = POETA FACURI)
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/5056744
SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 03/12/2014
Alterado em 09/08/2019
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras