RABISCOS POÉTICOS

AMAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA PORÉM, ESQUECER É DIFÍCIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO.

Textos


AMIZADE FRATERNA...


Atualmente, com a agitação do nosso cotidiano, é muito raro, encontrarmos pessoas que ainda mantêm vínculos afetivos com seus velhos amigos. Existe um destino, em que, cada um encontra aquilo que é importante para si mesmo. Aparentemente, essas pessoas não estão passando, por nós apenas, por passarem...

A amizade é algo que importa muito na vida e sem esse vínculo fraterno não encontramos a  plena felicidade.
Quantas vezes nos acontece de uma pessoa não nos agradar a primeira impressão, e, se lhe oferecermos uma segunda chance, para conhecê-la melhor, muitas surpresas surgem de novas oportunidades, que solidificarão uma bela amizade.

Eu mesma, ao primeiro contato, sempre fui considerada uma pessoa “pedante”, tão logo, iniciássemos a conversa essa má impressão, caia por terra, dando lugar a uma pessoa simpática.

Resido no bairro da Penha, um bairro tradicional,  da cidade de São Paulo. Aonde todos se conhecem. Com o advento da Internet, através do site Orkut, reencontramos os amigos de infância e da adolescência que não víamos há muitos anos... Amigos da época dourada, da nossa vida,  sempre nos são gratificante  recordar, e que, jamais, imaginávamos em rever...

Nos ultimos anos temos nos reunidos em festivas confraternizações, no dia Sete de Setembro e data próximo ao Natal, onde brindamos a vida e o renovado prazer do  reencontro.

Hoje, infelizmente, perdemos o CARLOS CONDE , um dos amigos, dessa amizade fraterna, datada de meio século de convivência...
Foi um momento em que, os nossos sentimentos se misturaram:
pela dor de perder um amigo, a saudade que ele nos deixará, a felicidade de participarmos juntos de mais um evento da sua vida. 
O seu início em  outro plano espiritual.

Nestes cinqüenta anos partilhamos muitas lágrimas e muitos sorrisos, cada um seguiu a sua vida, e em muitas encruzilhadas, voltamos a nos cruzar... Tivemos muitos sonhos alguns deles foram realizados, outros no entanto, foram frustrados, mas, todos eles foram com os amigos - irmãos compartilhados.
Aqueles jovens de ontem, hoje com os seus cabelos prateados, mesmo em um momento triste, de despedida, mantiveram o mesmo semblante jovial e espirituoso da sua juventude.
Houve quem dissesse:
- Aqui fora todos reunidos têm-se a impressão, de estarmos no antigo Páteo do Estadual.

Com certeza, o nosso amigo Carlos, sentiu-se feliz, sendo homenageado, com tanto desvelo, pelos seus amigos - irmãos, que, com ele vivenciaram a sua trajetória de vida.

Desde um aluno aplicado, amante da musica, instrutor da fanfarra, o advogado dedicado, o juiz de paz responsável, por diversos casamentos de várias gerações. Pessoa de notoriedade impar neste bairro.
Deixastes-nos a sua suave lembrança musical, seja ouvindo um  LP dos BEATLES, na sua vitrola, de cor vermelha, aos sábados, no Páteo do Estadual ou com a  "batuta"  nas mãos regendo a  fanfarra premiada,  do  ESTADUAL DA PENHA, no desfile de Sete de Setembro, pelo Vale do Anhangabaú.
Fique em paz, Carlos!
Com a saudade da sua família e dos ex-colegas do Ex-IEPs.

Quando alguém lhe tocar o coração não deixe de manifestar ao outro esse momento de felicidade.

Por que na vida  a nossa maior missão:

"AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO".
SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 13/02/2011
Alterado em 15/10/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.sancardoso.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras