RABISCOS POÉTICOS

AMAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA PORÉM, ESQUECER É DIFÍCIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO.

Textos


SÉRIE VENTOS NA MITOLOGIA - ZÉFIRO - VENTO OESTE...

Zéfiro, vento oeste - ameno e suave como a brisa...

Zéfiro, irmão de Bóreas, moraria também na Trácia. Contrariamente ao irmão, que usara a violência para raptar a esposa, Zéfiro ter-se-ia tornado delicado e suave por amor. Antes de se apaixonar por Clóris (Flora), Zéfiro seria um vento tempestuoso, passando depois a soprar com suavidade para não danificar as flores. Transformou-se assim no vento dos namorados: levou Afrodite ao palácio de Eros, e despertou Afrodite (Vénus) logo após o seu nascimento, conduzindo-a delicadamente até Chipre. Enquanto vento do Ocidente, Zéfiro amenizava o clima grego, vivificando a natureza. Era o mais cantado pelos poetas gregos e romanos, que o descreviam com uma fisionomia serena e terna, sendo freqüentemente representado com asas de borboleta e coroas de flores coloridas nas mãos.

                                        

Texto pesquisado na web.
SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 30/10/2010
Alterado em 30/10/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.sancardoso.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras