RABISCOS POÉTICOS

AMAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA PORÉM, ESQUECER É DIFÍCIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO.

Textos


SÉRIE VENTOS DA MITOLOGIA - EOS - A MÃE DOS VENTOS...

Eos

Deusa grega do amanhecer. Aurora (mitologia romana) Ela cavalga junto a Helius em sua carruagem cada dia. Seu primeiro parceiro foi Astraeus. Sua prole foi Boreas (a Norte Vento), Notus (o Sul Vento), Zefyrus (o Oeste Vento), e Eosforus (a Estrela da Manhã).
Ela tornou-se uma deusa bastante volúvel, com o mau hábito de capturar belos e jovens mortais para serem seus amores. Tal comportamento teve como resultado uma maldição feita por Afrodite que ficou agastada com Eos por esta ter tido um caso com seu amante Ares. Estes amores incluem: Orion, Cleitus, Cefalus, e Tithonus. Cefalus era um feliz homem casado que teve permissão de retornar para sua esposa apenas depois de ter tido um filho com Eos, Faethon (não confundir com o filho de Helius de mesmo nome).
Tithonus era de sangue real Troiano. Seus dois filhos foram Emathion e Memnon. Tithonus veio a ter um fim desafortunado. Eos era tão feliz com ele que pediu a Zeus para fazer dele um imortal. Zeus condescendeu. Infelizmente, ela se esqueceu de pedir que ele não envelhecesse também. Como resultado ele eventualmente acabou como um homem horrivelmente senil, trêmulo, paralisado e balbuciante. Eos finalmente transformou-o na primeira cigarra livrando-o assim de sua miséria...

Essa caracterização expressa seu carácter de jovem caprichosa e despreocupada, que vive amores intensos e efêmeros.

Normalmente citada como de longos cabelos louros e unhas tingidas de rosa com uma carruagem purpúrea puxada por dois cavalos alados, Lampo e Faetonte, com arreios multicolores. Agil e graciosa, munida de asas nos ombros e nos pés.


                                         


Texto pesquisado na web.

SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 30/10/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.sancardoso.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras